segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Mostra de Cinema de Gostoso destaca produção audiovisual da comunidade

Assistir filmes de qualidade, na beira da praia, sob a luz do luar e tendo a brisa do mar como companhia. Assim tem sido para milhares de pessoas desde sexta-feira (8), quando teve início a Mostra de Cinema de Gostoso, com programação gratuita. As três primeiras noites de exibição lotaram a Praia do Maceió e as 600 espreguiçadeiras montadas foram poucas para o número de presentes. O evento segue até amanhã (12), quando serão premiados os filmes que integraram a Mostra Competitiva.

Na sexta-feira, após a solenidade de abertura, os presentes puderam assistir uma das produções do Coletivo Nós do Audiovisual, formado dentro da Mostra de Cinema, coordenado pelos realizadores Eugênio Puppo e Matheus Sundfeld e composto por jovens e adolescentes da comunidade. “Júlia Porrada” contou a história de uma mulher forte e sobrevivente de São Miguel do Gostoso e teve direção de Igor Ribeiro.

Para a secretária estadual de Turismo, Aninha Costa, o trabalho que os realizadores fazem com a comunidade através do Coletivo é transformador. “Parabenizo Eugênio e Matheus porque esse trabalho que desenvolvem desde 2013 tem mudado a vida desses jovens e feito a diferença. Muitos hoje estão em universidades e institutos federais estudando audiovisual ou produção cultural”, destacou.

Eugênio Puppo, por sua vez, reforçou que o engajamento da comunidade no projeto é muito importante para seu êxito. “Há seis anos o povo de São Miguel do Gostoso abraçou a Mostra de Cinema, se envolveu e se dedicou para chegarmos até aqui. Sem eles nada disso seria possível e é por isso que agradecemos a cada um”, registrou.

As oficinas de audiovisual acontecem desde 2013 e envolvem jovens e adolescentes da comunidade. Em cinco anos foram realizadas 45 oficinas, que resultaram na produção de 19 curtas-metragens, dos quais quatro são inéditos e estão sendo exibidos durante a Mostra. Nas aulas os estudantes aprendem formação técnica e audiovisual e a dominar toda a cadeia da produção cinematográfica.

O grupo já conta com alguns prêmios. Recentemente recebeu o “Reconhecimento Especial” no 12º Los Angeles Brazilian Film Festival, em Los Angeles (EUA), pelo curta-metragem “O grande amor de um lobo”. O curta já havia ganhado também a premiação de aquisição do Canal Brasil no Cine Ceará, e deve começar a ser exibido no canal em breve. Além destas premiações, o Nós do Audiovisual também foi reconhecido com o documentário “Filho de Peixe” e ganhou o direito de exibição na TV Cultura no Festival Internacional de Curtas de São Paulo.

A Mostra de Cinema de Gostoso acontece desde 2013, mas há três anos conta com o apoio do Governo do Estado via Secretaria de Turismo e projeto Governo Cidadão, com recursos do Banco Mundial.






Fotos: João Vital

Nenhum comentário:

Postar um comentário