quinta-feira, 4 de julho de 2019

Trabalhadoras rurais querem políticas públicas que combatam a violência de gênero

“Pensar políticas públicas para a mulher na Agricultura Familiar vai além de incluí-la ou mesmo de fortalecer seu trabalho no campo. A gente entende que esta luta é um instrumento para reduzir a violência de gênero, na medida em que incentivamos a independência financeira, a autonomia, o empoderamento feminino no meio rural”, destacou Gabriele Sousa, coordenadora de Mulheres da Secretaria do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), sobre a importância da reunião do Grupo de Mulheres que está acontecendo como parte da programação do 15° Fórum Regional de Gestores e Gestoras da Agricultura Familiar no Nordeste.

O encontro aconteceu nesta quarta-feira (3), na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecafes), contando com a presença de representantes de secretarias e/ou órgãos que apoiam a assistência técnica e extensão rural nos Estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Bahia, Maranhão, Ceará e Pernambuco.

Durante a reunião, que teve como pauta principal ações que promovem e fortalecem a presença das mulheres nas cadeias produtivas, foram feitas análises da atual conjuntura no que diz respeito à presença das mulheres não apenas na lida, na zona rural, mas no ofício de gerir órgãos que fomentem a agricultura familiar dentro dos governos, além da socialização de boas práticas e iniciativas com esse foco.

“A questão das mulheres, para todas nós, bem como para a gestão para a qual servimos, é prioritária. Daí a importância da discussão, da troca de experiências – exitosas ou não – que nos fazem acessar um leque de possibilidades para a promoção de políticas públicas efetivas”, finalizou Loroana Santana, presidenta da Agência Estadual de Pesquisa e Extensão Rural do Maranhão (AGERP) , pontuando que, ainda dentro da pauta, foi marcado o próximo encontro que acontecerá em Teresina – PI, no mês de outubro, e organizada a participação do grupo na ‘Marcha das Margaridas’ - manifestação realizada desde 2000 por mulheres trabalhadoras rurais do Brasil - que acontece nos dias 13 e 14 de agosto em Brasília.

Ainda na programação, estão acontecendo reuniões com colegiados e assistências técnicas (ATERs) dos territórios estaduais e nacionais, para que encaminhamentos sejam levados às plenárias do Fórum, que é promovido pelo Governo do Estado, por meio da Sedraf, com apoio do Governo Cidadão e da Emater-RN. Este evento se estende até a sexta-feira (5), com diversas mesas redondas, reuniões de trabalho e a participação de representantes de movimentos sociais e de agências de cooperação internacionais.



Fotos: Assecom/Governo Cidadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário