terça-feira, 25 de junho de 2019

Candidato ao Quinto Constitucional do TRT, Rodrigo Menezes é sabatinado na OAB

O advogado Rodrigo Menezes, candidato a desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) pelo Quinto Constitucional, foi sabatinado nesta quarta-feira (19) na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Durante a sabatina, o jurista destacou o orgulho de ser advogado, em especial trabalhista.

"Muito me orgulha poder dizer que sou advogado e que amo o que faço, especialmente na seara trabalhista e com muitos serviços efetivamente prestados. Construí minha carreira baseada na ética, no respeito e no diálogo e sempre defendi as prerrogativas da advocacia, algo que é suma importância não só para o advogado, mas para toda a sociedade, pois respalda ainda mais o Estado Democrático de Direito. Destaco, ainda, a missão constitucional que o advogado tem de ser indispensável à administração da Justiça, conforme art. 133 da CF", disse.

Advogado, pós-graduado e professor de pós-graduação, Rodrigo é presidente licenciado da Associação Norte-rio-grandense dos Advogados Trabalhistas (ANATRA) para concorrer sob o número 72, mas já ocupou diretorias na Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (ABRAT), Caixa de ASsistância (CAARN), além de membro de comissões  como a dos Advogados Trabalhistas (COMATRA) da OAB, de Mediação do Conselho Federal da OAB e suplente do I Concurso Nacional da Magistratura.

Sobre o Quinto

As eleições irão ocorrer no dia 12 de julho e cada advogado, apto a votar, poderá escolher até seis nomes que irão compor a lista sêxtupla, que será remetida ao Pleno do TRT. Os desembargadores escolherão três e remeterão esses nomes para apreciação do presidente da República, a quem caberá escolher o próximo desembargador.


O advogado Rodrigo Menezes, candidato a desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) pelo Quinto Constitucional, foi sabatinado nesta quarta-feira (19) na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Durante a sabatina, o jurista destacou o orgulho de ser advogado, em especial trabalhista.

"Muito me orgulha poder dizer que sou advogado e que amo o que faço, especialmente na seara trabalhista e com muitos serviços efetivamente prestados. Construí minha carreira baseada na ética, no respeito e no diálogo e sempre defendi as prerrogativas da advocacia, algo que é suma importância não só para o advogado, mas para toda a sociedade, pois respalda ainda mais o Estado Democrático de Direito. Destaco, ainda, a missão constitucional que o advogado tem de ser indispensável à administração da Justiça, conforme art. 133 da CF", disse.

Advogado, pós-graduado e professor de pós-graduação, Rodrigo é presidente licenciado da Associação Norte-rio-grandense dos Advogados Trabalhistas (ANATRA) para concorrer sob o número 72, mas já ocupou diretorias na Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (ABRAT), Caixa de ASsistância (CAARN), além de membro de comissões  como a dos Advogados Trabalhistas (COMATRA) da OAB, de Mediação do Conselho Federal da OAB e suplente do I Concurso Nacional da Magistratura.

Sobre o Quinto

As eleições irão ocorrer no dia 12 de julho e cada advogado, apto a votar, poderá escolher até seis nomes que irão compor a lista sêxtupla, que será remetida ao Pleno do TRT. Os desembargadores escolherão três e remeterão esses nomes para apreciação do presidente da República, a quem caberá escolher o próximo desembargador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário