sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Robinson leva ações de Governo aos atingidos pelo incêndio no Leningrado

O governador Robinson Faria esteve, no fim da manhã desta sexta-feira (6), no Centro de Atenção Integrada à Criança (Caic) do bairro Pitimbu, onde estão sendo abrigadas as famílias atingidas pelo incêndio de quarta-feira (4), na comunidade do Leningrado, zona Oeste de Natal. A visita foi acompanhada pelas secretárias Julianne Farias (Trabalho, Habitação e Ação Social) e Tatiana Mendes Cunha (Gabinete Civil), e pelo diretor da Cehab, João Ronaldo, e se estendeu até a comunidade onde ocorreu o incêndio.

Embora o Estado seja legalmente incapacitado de promover assistência eventual, cabendo às Prefeituras este papel, Robinson anunciou ações de governo na comunidade. “Mesmo sendo uma responsabilidade municipal, vamos ajuda-los. O governo vai disponibilizar a estrutura do Restaurante Popular e do Café Cidadão à população atingida, oferecendo segurança alimentar com café da manhã e almoço pelos próximos 60 dias”, disse o governador.

As estruturas dos dois programas do governo serão instaladas na localidade e já começam a funcionar segunda-feira (9). Além desta ação, por meio da secretaria de Educação, o governo está fazendo o acolhimento das famílias no Caic e a secretaria de Saúde designará uma equipe que vai garantir o atendimento prioritário das pessoas que necessitem recorrer a hospitais.

O Estado, por meio da Cehab, também vai auxiliar na celeridade dos processos das famílias já beneficiadas com apartamentos do conjunto Vilage da Prata, empreendimento do Minha Casa, Minha Vida, da Caixa Econômica Federal. Com previsão somente para o próximo ano, o governo entrará como agente facilitador para que a entrega ocorra dentro de 60 dias. As famílias não contempladas serão cadastradas para o processo.

Outro anúncio feito pelo governador é atendimento nas Centrais do Cidadão para que as famílias possam emitir nova documentação. “Essas notícias trazem um alento para o nosso coração, porque a gente já não tinha muita coisa, mas aquele pouco que tinha era seu e de repente tudo vira pó e a gente se pergunta como vai ser. Não estão faltando pessoas para ajudar. Tivemos teto para dormir, agora sabemos que além das doações, vamos ter comida e ajuda com os documentos”, disse a manicure Carla Souza, uma das moradoras atingidas pelo incêndio.

O incêndio no Leningrado atingiu mais de 100 casas na comunidade, sem registro de feridos com gravidade. De acordo com a Cruz Vermelha, que auxilia no rateio das doações, os itens de maior necessidade atualmente são fraldas, peças íntimas, material de higiene pessoal e leite para as crianças. A entrega pode ser feita diretamente no Caic, localizado R. Serra dos Carajás, 7949 – Pitimbu.





Nenhum comentário:

Postar um comentário