sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Para Kelps, "Carlos Eduardo vendeu o Alecrim"

Carlos Eduardo, que nasceu no Rio de Janeiro, está no quarto mandato de prefeito de Natal e nunca se viu até hoje um esforço dele no caminho de melhorar a qualidade urbana do bairro do Alecrim.

Nunca.

Sob as administrações do Prefeito Carlos Eduardo, que nasceu no Rio de Janeiro, o Alecrim não teve o direito nem às maquiagens que ele costuma aplicar em outros lugares da cidade, mesmo sendo, aquele bairro, o maior pagador de impostos do comércio do Rio Grande do Norte e um potencial gerador de empregos na Grande Natal.

Agora, de repente, o prefeito decidiu que vai mudar a paisagem urbanística do Alecrim e, ao invés de apresentar à cidade um projeto harmonizado com o futuro, ele se apresenta como quem realmente é: um subproduto de grupos políticos antigos, alicerçados nas práticas mais arcaicas da política tradicional, que enxergam a máquina pública como propriedade privada loteada por algumas oligarquias.

Carlos Eduardo vendeu o Alecrim para um grupo empresarial de fora de Natal e precisa entregar a mercadoria prometida. O problema é que a mercadoria são as vidas de camelôs desesperados que construíram suas histórias e suas famílias ocupando o vácuo que as quatro gestões do Prefeito de Natal abriram com a falta de políticas públicas de verdade no Alecrim.

O Alecrim não é apenas as ruas e calçadas do bairro. O Alecrim é formado principalmente pelas vidas das pessoas que ali nasceram, cresceram e construíram o lugar enfrentando toda a negligência da máquina administrada pelo Prefeito.

Kelps Lima, advogado, deputado estadual, nascido no bairro Alecrim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário