sexta-feira, 18 de março de 2016

Reitores defendem a democracia do país

Durante reunião do Conselho Pleno da Associação Nacional de Dirigentes de Instituições federais de ensino superior (ANDIFES) dessa quinta-feira, 17, em Brasília, os reitores emitiram nota pública em defesa da democracia do país.

No documento, os dirigentes da rede federal de ensino superior destacam o rigor científico e a criatividade acadêmica das universidades, observando que “a liberdade de pensamento e a pluralidade de ideias estão comprometidas com o fortalecimento das instituições públicas em defesa da democracia, da justiça social e da paz”.

A seguir, a íntegra da Nota da Andifes:

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS DIRIGENTES DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR - ANDIFES
O Conselho Pleno da ANDIFES, reunido no dia 17 de março de 2016, manifesta preocupação com o agravamento da crise política e econômica no país e suas ameaças à ordem constitucional e aos direitos civis, políticos e sociais do povo brasileiro.

Os reitores e as reitoras das Universidades Federais repudiam argumentos pseudo-jurídicos utilizados para encobrir interesses político-partidários, com a divulgação seletiva de elementos processuais antes da conclusão dos processos, ignorando o princípio da presunção de inocência.

Igualmente, reprovam o uso de interpretações políticas parciais em substituição aos preceitos constitucionais que, necessariamente, devem fundamentar qualquer processo de impedimento de mandato legitimamente conquistado.

As universidades, pautadas pelo rigor científico, a criatividade acadêmica, a liberdade de pensamento e a pluralidade de ideias, estão comprometidas com o fortalecimento das instituições públicas em defesa da democracia, da justiça social e da paz.

A ANDIFES expressa sua expectativa de rigorosa apuração de todas as denúncias de corrupção e defende, intransigentemente, os princípios republicanos presentes na Constituição Federal.


Com informações de Sirleide Pereira – Ascom-reitoria/UFRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário