quinta-feira, 3 de março de 2016

Gustavo Carvalho alerta que estiagem continua mesmo com chuvas

Apesar das chuvas, a seca ainda é um assunto que preocupa não só a sociedade, mas também a classe política e à Igreja. Foi sobre esse assunto que o deputado estadual Gustavo Carvalho (PROS) se pronunciou, durante sessão ordinária nesta quinta-feira (3), na Assembleia Legislativa. Para ele, as chuvas sazonais não resolvem a situação de estiagem.

Crédito da foto: Eduardo Maia
“Não podemos achar que a situação abrandou e está resolvida só com essas chuvinhas de janeiro. O arcebispo Dom Jaime Vieira Rocha lidera hoje uma visita junto com outros bispos do Nordeste às obras de transposição do São Francisco. Quero parabenizar a igreja. Nós também temos que voltar diariamente a cobrar políticas e ações de combate à seca”, disse Gustavo Carvalho.

O parlamentar destacou que os recursos esperados pelo Estado não chegaram. “Só promessas e a seca continua sendo um problema. A região Seridó tem o menor índice pluviométrico e passa por muitas dificuldades. No Alto Oeste a situação é caótica, é vexatória. Em Pilões, as pessoas começam a sentir a necessidade maior das nossas cobranças também e o Governo Federal tem que fazer uma cobrança muito eficaz para esse problema, que é grave”.

Em aparte, o deputado estadual Vivaldo Costa (PROS) pediu ao Governo do Estado que colocasse em prática o projeto da adutora que leva água da barragem Armando Ribeiro Gonçalves para Caicó, Timbaúba e São Fernando. “A adutora será usada quando necessária, ao passar a necessidade todo esse equipamento pode ser guardado para usar em outro município e outra região”, disse Vivaldo.

O deputado George Soares (PR) disse que a conclusão de obras e adutoras é importante, mas a transposição do São Francisco dará uma condição de reserva hídrica. “Precisamos cobrar do Governo Federal, que essa obra seja prioritária. Com as poucas chuvas que caíram, a barragem aumentou pouco mais de 12 centímetros e já perdeu esse volume de água rapidamente”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário