domingo, 11 de outubro de 2015

FPM: 1ª cota de outubro vem zerada e perdas do município de Antonio Martins já ultrapassam R$ 400 mil

Pelo segundo mês consecutivo, a primeira parcela do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) do município de Antonio Martins é zerada. Os recursos, previstos pelo Tesouro Nacional para serem creditados nesta sexta-feira, 09 de outubro, serão de apenas R$ 141 mil, com uma queda real de 19,39%.

O valor é insuficiente até mesmo para pagar a parcela mensal do INSS do município, que é da ordem de R$ 150 mil, restando ainda um débito previdenciário de R$ 10 mil a ser saldado dia 20 de outubro, com a liberação da segunda cota do FPM que, por sua vez, é considerada a menor do mês e geralmente destinada à Câmara de Vereadores.

Além disso, o próximo repasse também sofrerá saque de duas parcelas dos precatórios trabalhistas, sendo cada uma no valor de R$ 7 mil, e que juntas somam R$ 14 mil, comprometendo, ainda mais, o repasse do legislativo.

Com a cota do FPM zerada, não restou dinheiro para honrar compromissos junto a fornecedores, prestadores de serviços e funcionários de diversas secretarias, exceto Saúde e Educação.

No ano de 2015, Antonio Martins já acumula perdas com o FPM superiores a R$ 400 mil. É dinheiro que deixa de entrar e ser investido em áreas prioritárias da gestão.

Para o prefeito de Antônio Martins, Dr. Zé Júlio, que conduz com rigor e transparência os recursos municipais, esse revés financeiro dificulta enormemente o cumprimento de diversas obrigações administrativas.

“Com mais essa redução do FPM, o momento é de cautela e prudência na execução das despesas, para não agravar a situação do nosso município, que vive uma realidade difícil”, finalizou Dr. Zé Júlio. Contrariando as estimativas, de que outubro é, em geral, um mês de recuperação do Fundo, o repasse este ano ficou abaixo das expectativas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário