quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Auto de São Miguel Arcanjo encerra festa do padroeiro de Extremoz dia 29

Cerca de 150 atores encenam a guerra do bem contra o mau nas ruínas da mais antiga Igreja Jesuíta do Rio Grande do Norte 

Nesta terça-feira, 29, às 20h, o espetáculo Auto da Aldeia do Guajiru ou a Batalha de São Miguel será encenado pelo sétimo ano consecutivo nas Ruínas da mais antiga Igreja Jesuíta do Rio Grande do Norte, produzido pela Prefeitura de Extremoz por meio da Fundação de Cultura Aldeia do Guajiru e dirigido pelo dramaturgo Ricardo Veriano Fernandes. O espetáculo reúne cerca de 150 atores, a maioria, habitantes do município.

“A mobilização insistente na conquista da memória da terra, por meio de ações fundamentadas na sustentabilidade cultural é traduzida pelas demais verdades, com apreço em poder ver, refazer, recriar, revisitar os nossos temas, nossa História - respeitando às fontes e as diferenças”, escreveu o prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo. A valorização da cultura em Extremoz é observada e trabalhada pela presidente da Fundação de Cultura Aldeia do Guajiru, Waldeleda Medeiros de França. “Hoje a cultura local corresponde às ações oriundas de um complexo acervo vivo não recorrente apenas a materiais de arquivo”, disse Waldeleda Medeiro, acrescentando que pequenas ações do cotidiano, a exemplo de oficinas abertas de dança, capoeira, teatro, artes visuais, música e demais técnicas artísticas facilitam qualquer trabalho que possa ser montado pelos agentes em formação.

“Tivemos uma ideia, fizemos um texto, desconstruímos a cartesiana pesquisa linear, comungamos com a licença poética. Uma luz acendeu – fotossíntese cultural -, inspiração, concepção indo ao encontro do que pulsava vivo, mas em casulo imerso quase amorfo”, ressaltou o diretor da peça, Ricardo Veriano. “Hoje, o Auto arregimenta aproximadamente 250 pessoas entre técnicos, atores, convidados e demais profissionais da cultura do RN, todos aptos a dar nome e respaldo à memória local de Extremoz, para não sermos vistos apenas num plano histórico local, mas, quiçá, universal”, concluiu o diretor.

Espetáculo

A batalha de São Miguel Arcanjo contra o mal é narrada por personagens da cidade e termina com a vitória do santo lutador e com uma grande festa no Céu, que reúne santos padroeiros de todos os distritos de Extremoz. O Auto da Aldeia do Guajiru, a Batalha de São Miguel é encenada desde setembro de 2009, sendo, ao longo do tempo, fruto de um processo contínuo de discussões coletivas públicas, estudos e outras ações conjuntas da cidade de Extremoz e seus distritos. O encerramento é feito com um grande show pirotécnico de fogos de artifícios. Depois da encenação do Auto, haverá show de encerramento da festa do padroeiro com shows musicais de Messias Paraguay e Silveirinha Show, a partir das 22h. (LS).






Fotos: Acervo da Prefeitura de Extremoz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário