quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Sindicalistas e simpatizantes prometem protesto em Natal na manhã desta sexta

Esta sexta-feira (30) será de paralisação em todo o Brasil. É o que pretende fazer as centrais sindicais, movimentos sociais e partidos da esquerda.

O “movimento” convocado recentemente pelas redes sociais promete ser iniciado na capital potiguar a partir das 8h, na Praça do Relógio, no bairro do Alecrim, zona leste. Confira a extensa pauta de reivindicações dos manifestantes.

DAS CENTRAIS SINDICAIS:

 1) Redução da jornada de trabalho para 40 horas, sem redução de salários: aprovação do projeto que está na Câmara;

2) Pelo fim do fator previdenciário, que afeta a classe trabalhadora ao se aposentar.

3) Educação: pelos 10% do PIB

4) Saúde: 10% do orçamento da união para a saúde pública.

5) Transporte público de qualidade

6) Valorização das aposentadorias

7) Pela Reforma Agrária

8) Suspensão dos leilões do petróleo;

9) Contra a PEC 4330: projeto do governo que institucionaliza o trabalho terceirizado sem nenhum direito, como Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e férias;

INCLUÍDAS PELOS MOVIMENTOS SOCIAIS:

 1. Reforma política e realização de plebiscito popular.

2. Reforma urbana para enfrentar a crise das grandes cidades e a especulação imobiliária.

3. Democratização dos meios de comunicação.

4. Pelos Direitos Humanos

5. Contra o genocídio da juventude negra e dos povos indígenas.

6. Contra a repressão e a criminalização das lutas e dos movimentos sociais;

7. Contra o Estatuto do Nascituro

8. Pela punição dos torturadores da ditadura militar.

9. PEC 300 – Piso Nacional para policiais militares e civis

10. PEC 308 – Criação da Polícia Penal

11. PEC 208 – Moradia digna para os sem teto

12. Não a reestruturação da Av. Engenheiro Roberto Freire

13. Derrubada do veto a PL 87/2011 – Porte de arma nacional para os agentes penitenciários.

14. Pela Agricultura Familiar – Sem Agrotóxicos

INCLUÍDAS PELO FÓRUM POTIGUAR DE LUTAS:

 1. FORA ROSALBA;

2. Pelo fim da violência contra a mulher: Que o Governo do Estado do RN garanta a implementação da Lei Maria da Penha no que diz respeito às delegacias especializadas, casas de apoio, campanhas…

3. Denunciamos a falta de políticas e ampliação do número de creches;

4. Pelo Direito de Decidir sobre o Nosso Corpo com prevenção e atenção à saúde da Mulher, pela legalização do aborto;

5. Apoio à PL 122: pela criminalização da homofobia;

6. Transporte público de qualidade: Pela tarifa zero;

7. Contra as grandes obras: Não à reestruturação da Av. Engenheiro Roberto Freire

8. Não privatização da água aqui no estado.

9. Por uma política cultural que seja capaz de referenciar o que é do RN.

10. Pelo retorno imediato da meia entrada para estudantes: Pelo fim da cota de 40%.


Fonte: Blog do BG

Nenhum comentário:

Postar um comentário