sábado, 31 de março de 2012

Crise vai pautar as eleições municipais deste ano, afirma Eduardo Campos

Na abertura do seminário nacional “Compartilhando Experiências”, destinado aos pré-candidatos do PSB às prefeituras municipais nas eleições 2012, o presidente nacional da legenda e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, afirmou que a disputa eleitoral deste ano se dará em um ambiente ainda muito complexo da vida econômica mundial. Na avaliação do governador, os candidatos devem debater um projeto nacional que ajude o Brasil a entrar novamente no ciclo de crescimento. O seminário iniciou na sexta-feira (30) e continua hoje (31) no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

“Temos que compreender que o debate de 2012 não é apenas um debate sobre as cidades, é também um debate sobre o modelo de desenvolvimento que o mundo deseja construir”, afirmou.

Eduardo Campos lembrou que os desdobramentos da crise, iniciada em 2008 no centro do capitalismo financeiro, ainda surtem efeito no Brasil e que os municípios são os primeiros a sentir a crise, por isso não podem ficar de fora do debate. “No ano passado, reduzimos um crescimento de quase dois dígitos, como tivemos em 2010, para um crescimento de 2,6%, que não é suficiente para construirmos uma País mais equilibrado socialmente, fortalecendo os municípios e a federação”, afirmou. O modelo de desenvolvimento sugerido pelo presidente do PSB está pautado na sustentabilidade e na inclusão social.

A líder do PSB na Câmara dos Deputados, Sandra Rosado (RN), reforçou as palavras de Campos. Para ela, não é possível pensar no crescimento do País sem pensar nos municípios. “As cidades representam o elo mais frágil da República. Cortes nos investimentos são sentidos imediatamente em serviços básicos, como educação, saúde, moradia e transporte. Temos obrigação de construirmos juntos esse novo projeto de desenvolvimento sustentável para o Brasil”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário