sábado, 31 de dezembro de 2011

Retrato do Oeste: HRTM entra 2012 sem cirurgião, pediatra e ortopedista

Os poucos médicos, enfermeiros e auxiliares estão de dedos cruzados no HRTM-Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, para não acontecer acidente ou qualquer enfermidade grave especialmente em criança.

A razão da adoção da terapia “dedos cruzados” é porque o HRTM, único Pronto Socorro em todo o Oeste do RN, está sem ortopedista, cirurgião e pediatra até às 7h de domingo (1)

E o HRTM não tendo os seus principais médicos no Pronto Socorro, quem também adota a terapia “dedos cruzados” é equipe de regulação do SAMU.

Para onde levam os pacientes? Se pensar em levar para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, o SAMU corre sério risco de perder a maca. São mais de 100 nos corredores.

O médico regulador André Corsino, do SAMU, neste sábado (31) à noite, desabafou:

“O caos reinando na saúde de Mossoró, e os bacanas que poderiam resolver estão descansando nas praias. Deixa que segunda a gente resolve...”

O médico não citou de quem estava se referindo. Mas não precisa. É que a governadora Rosalba (pediatra), que é quem pode resolver, está curtindo o veraneio em Tibau.

Nobre amigo, só se for contratando funerária. A Justiça deveria reagir e obrigar o Governo do Estado a adotar as medidas necessárias para fazer funcionar o HRTM.

Só deixando claro, o problema todo foi gerado porque o Governo do Estado não contratou médicos e quer fazer o HRTM funcionar prometendo pagar plantão extra aos médicos.

Para 2012, o diretor Ney Robson diz que está confiante que os médicos vão aceitar preencher a escala médica ganhando plantão extra. Precisa somente ganhar a confiança dos médicos. Fonte: Retrato do Oeste/Nominuto.com, por Cézar Pedro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário