Umarizal Fest 2015

Umarizal Fest 2015

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Deputado estadual Getúlio Rêgo celebrando idade nova hoje

Parabéns deputado querido!!!

Deputados tomam posse e elegem mesa diretora no domingo‏

Crédito da foto: Assessoria de imprensa
No próximo domingo (1º), os 24 deputados eleitos no dia 5 de outubro de 2014 tomam posse para a 61ª legislatura. A Sessão Preparatória está marcada para as 16h, no Palácio José Augusto, sede da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Na mesma data os parlamentares elegem a nova Mesa Diretora da ALRN para o biênio 2015-2016.

Pela primeira vez não haverá recesso entre a sessão preparatória e o início dos trabalhos legislativos. De acordo com o texto atualizado da Constituição Estadual, “A Assembleia Legislativa reunir-se-á, anualmente, na Capital do Estado, de 2 de fevereiro a 17 de julho e de 1º de agosto a 22 de dezembro”.

Eleitos

Dos 24 eleitos, 15 foram reconduzidos para mais quatro anos de mandato na ALRN:
Agnelo Alves (PDT), Ezequiel Ferreira (PMDB), Fernando Mineiro (PT), George Soares (PR), Getúlio Rêgo (DEM), Gustavo Carvalho (PROS), Gustavo Fernandes (PMDB), Hermano Morais (PMDB), José Dias (PSD), Kelps Lima (PS), Márcia Maia (PSB), Nélter Queiroz (PMDB), Raimundo Fernandes (PROS), Ricardo Motta (PROS) e Tomba Farias (PSB).

Os nove deputados novatos são: Albert Dickson (PROS), Álvaro Dias (PMDB), Carlos Augusto Maia (PT do B), Cristiane Dantas (PC do B), Dison Lisboa (PSD), Galeno Torquato (PSD), Jacó Jácome (PMN), José Adécio (DEM) e Souza (PHS). 

Rita de Cassia na PUB‏


Definida primeira atração do Tô na Mídia 2015

A melhor ressaca de carnaval do Rio Grande do Norte - o Tô na Mídia - já começa a definir suas atrações. E elegeu o Samba Preto no Branco, banda que vem tocando nas principais festas do estado, para abrir sua nona edição, festa que acontecerá no início de março em local a ser definido nos próximos dias. 

A escolha desta atração, observa a organização, acontece pela alta qualidade dos músicos, pela solicitação do público pelo retorno de bandas que executem o melhor do samba e também por ter na sua composição jornalistas, o que provocará um clima ainda mais descontraído ao evento que foi criado em 2007 para ser uma espécie de confraternização dos comunicadores do estado.

A BANDA

"O nosso terreiro é franco. Samba preto, samba branco, samba quem quiser sambar". Os versos do mestre Casquinha da Portela traduzem bem o sentimento do Samba Preto no Branco. Um grupo mestiço, formado por seis jovens sambistas potiguares, que tem como objetivo alegrar seu público através do samba de raíz. Para isso, eles interpretam clássicos do gênero genuinamente brasileiro com uma nova roupagem, mas sem perder a essência.

Como grande parte dos grupos de samba, o Preto no Branco surgiu da reunião de amigos apreciadores da boa música e que aos poucos começaram a tocar em churrascos, bares e festas particulares. Já foram uma banda de pagode e o repertório era menos criterioso, contando com a presença de outros gêneros, sempre tocados com a mesma pegada. Em agosto de 2012, optou-se por mudar o estilo e a cara da banda.

Com o novo perfil, o grupo já tocou e conquistou públicos em bares e festas renomados de Natal e Região Metropolitana. A formação atual é: Matheus Magalhães – rebolo e voz; Yuri Galvão – reco-reco e voz; Carlos Arthur – violão e voz; George Augusto – cavaquinho e voz; Allyson Santos – pandeiro; Paulo Rafael – percussão geral.

Deputados do PSD tomam posse no próximo domingo

No próximo domingo, dia 1º de fevereiro os deputados do Partido Social Democrático (PSD) no Rio Grande do Norte serão empossados.  A lista dos deputados do PSD é formada por três deputados estaduais e um deputado federal.

“A atuação dos deputados do PSD  será voltado pelo desenvolvimento social e econômico dos municípios do Rio Grande do Norte”,  comenta o presidente estadual do PSD e governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD).

O PSD terá como representante na bancada federal em Brasília, o deputado Fábio Faria (PSD), eleito para o seu 3° mandato consecutivo. Fábio toma posse também no dia 1º de fevereiro ainda pela manhã, já que as solenidades na Câmara terão início às 10 horas. 

A Assembleia Legislativa também empossa às 17 horas os deputados estaduais José Dias (PSD), reeleito para o seu 8° mandato e os novos deputados Galeno Torquato (PSD) e Dison  Lisboa (PSD).

Poeta das Biografias: O Jornal de Hoje entrevista o cordelista Marciano Medeiros

Um dos principais nomes do cordel potiguar, Marciano, fala sobre suas origens, premiações e produção em entrevista.

O Jornal de Hoje entrevista o cordelista Marciano Medeiros. Nascido em Santo Antônio aos 18 de setembro de 1973, toda sua origem familiar é de Serra de São Bento. Desde adolescente observava seu pai João Batista de Medeiros (Joca de Zé Bisel), ler e cantar belos romances clássicos em cordel e depois ouviu seu avô materno, José Salustino Moreira, declamar inesquecíveis estrofes do Pavão Misterioso. Membro da Academia Norte-rio-grandense de Literatura de Cordel, Marciano ficou em primeiro lugar em outubro de 2014, num concurso de cordel promovido anualmente pela COSERN. Confira estes e outros detalhes na entrevista com o autor a seguir.

De onde vem o seu gosto pelo cordel?

Vem de minha infância e adolescência, quando escutava meu pai cantando lindas estrofes dos cordéis clássicos. Ele deitava numa rede em nossa casinha na Serra do Meio e lia romances enormes, que para mim eram verdadeiros filmes feitos com palavras. Tivemos uma vida meio nômade e nos mudamos para várias cidades, porém permanecemos mais tempo em Parnamirim. Quando eu vinha visitar a serra, sempre ficava na casa de José Salustino e dona Izabel Viana, meus avós pelo lado materno. O senhor José Salustino tinha dezenas de estrofes decoradas e declamava o Pavão Misterioso. Então resumidamente foi deste modo que comecei a apreciar romances de cordel.

Qual foi sua primeira obra escrita?

Em 1910 existiu uma história dramática e sangrenta em Serra de São Bento, sempre contada por meu pai e coincidentemente por José Salustino, avô que acabei de mencionar na pergunta anterior. Eles narravam uma briga que envolveu Luiz Amâncio, Minô Targino e Cândido Luiz. Neste período alguns poderosos de Serra de São Bento que acabei de citar, se uniram contra Cândido, um trabalhador rural, de pequena estatura, negro e pobre. Minô querendo agradar seu amigo resolveu espancar o trabalhador, por causa de uma questão dele com Luiz Amâncio. Cândido assassinou o fazendeiro e teve uma fuga espetacular, sem sofrer qualquer punição, pois terminou sendo absolvido num júri ocorrido em Nova Cruz. Eu gravei uma entrevista e escrevi meu primeiro trabalho que me atrevi a publicar. Era cheio de falhas, algumas rimas erradas e muitas desmétricas. Depois fiz uma revisão e melhorei a qualidade do trabalho. Hoje já tenho mais de 20 folhetos publicados.

Como surgiu este apelido de poeta das biografias?

Tenho um amigo que foi incentivador da criação da Academia de Cordel, o Gutenberg Costa. Ele começou a ver folhetos de minha autoria contando a vida de Clara Camarão, poeta Diógenes da Cunha Lima, jornalista Joaquim Pinheiro, alguns políticos do Rio Grande do Norte, do alagoano Teotônio Brandão Vilela e muitos outros, que vieram posteriormente, a exemplo de Câmara Cascudo, a vida Lampião publicada pela Editora Luzeiro, José Wilker, Marinho Chagas, José Saldanha, Abaeté do Cordel, Rita de Cássia Soares, Ronaldo Cunha Lima e Divaldo Franco, entre outros. Então observando toda essa produção de perfis biográficos, Gutenberg pegou a me chamar de poeta das biografias. Eu confesso que gostei, pois aprendi a fazer estes perfis ouvindo violeiros, a começar de Helânio Moreira, um jovem e talentoso repentista de Serra de São Bento. Depois escutei os irmãos Pereira cantando a vida do papa João Paulo II, em treze sextilhas. Logo percebi, digamos assim o segredo da coisa, pegar o essencial e fazer a ligação entre as partes. Aprendi a narrar episódios e colocar também um pouco de poesia nas estrofes. Foi deste modo que surgiu a referida alcunha de poeta das biografias.

Como se deu sua entrada na Academia de Cordel?

Em 2011 Gutenberg Costa, Hélio Gomes Soares, Marcos Medeiros e Abaeté do Cordel, ao lado de outros companheiros começaram um movimento para criação de uma Academia de Cordel, a ser fundada no Rio Grande do Norte. Abaeté e Hélio por razões pessoais se afastaram, ainda na fase de elaboração da referida instituição. Outros persistiram e tivemos uma bela noite, onde começamos este movimento, numa solenidade ocorrida na Academia de Letras do Rio Grande do Norte. Assumiu a presidência a professora e poetisa Rosa Regis. Passei a integrar a cadeira de número 31 e meu patrono é Luiz Gonzaga Felipe Neris. 

Fale sobre sua recente premiação, quando e como isso ocorreu?

A COSERN criou um prêmio de cordel que já está em sua oitava edição, eu cheguei a participar de cinco delas. Nunca sabia nem de minha classificação. Em 2014 o tema foi muito bom: Comportamento seguro a vida acima de tudo. Tive uma inspiração e elaborei narrativa dramática, procurando mostrar as consequências da sexualidade feita de modo irresponsável. Intitulei o trabalho de: Confissões de um sedutor. Diante do quadro de grandes e experientes poetas de Mossoró, Caicó e de Pau dos Ferros representado pelo poeta Manoel Cavalcante, que já venceu uma edição e ficou com excelente colocação noutra, cheguei a pensar que um terceiro lugar já seria algo a ser comemorado. Afinal concorrer com numerosos craques da poesia, como eu os chamo, de verdadeiros “Thomas Müller do cordel”, numa alusão ao jogador alemão vencedor com sua equipe da última Copa do Mundo, não é uma tarefa fácil. Eu estava no auditório da Flicks, quando anunciaram meu trabalho em primeiro lugar na categoria livre. Deste modo fiquei muito feliz e vivi uma semana de grande emoção, pelo reconhecimento do meu esforço e persistência. 

Existem grandes poetas na atualidade, escrevendo cordéis?

Sim, a começar pelo Rio Grande do Norte, onde temos muitos nomes atuantes e naturalmente não posso mencionar todos. Relembro um poeta extraordinário, nosso Xexéu de Santo Antônio do Salto da Onça. Antônio Francisco de Mossoró, Crispiniano Neto, Paulo Varela, Bob Motta, Manoel Cavalcante, Rosa Régis, José Acaci, Izaias, Hélio Pedro, Hélio Alexandre, Manoel Silva, Marcos Medeiros, Rariosvaldo Oliveira, Abaeté, Hélio Gomes Soares, Sirlia Lima, Rita Cruz, Gil Ribeiro e Nando Poeta, que está se especializando na história do cangaço. Já em nível nacional temos os irmãos Viana do Ceará, Moreira de Acopiara, Varneci Nascimento com quem aprendi a reforçar o zelo na produção das estrofes, Marco Haurélio e muitos outros que não dar para citar, pois sempre faltará alguém. No setor da pesquisa histórica o professor Aderaldo Luciano está mostrando um pensamento inovador sobre a origem do cordel, que é fundamentalmente brasileira. Na Europa se fez no máximo um embrião e a “criança”, falando figuradamente, floresceu entre a Serra do Teixeira e Recife, com Silvino Pirauá de Lima e Leandro Gomes de Barros, verdadeiros gênios que deram identidade ao cordel brasileiro, completamente , Crispiniano Neto, Paulo Varela, Bob Motta, Manoel Cavalcante, Rosa Régis, José Acaci, Izaias, Hélio Pedro, Hélio Alexandre, Manoel Silva, Marcos Medeiros, Rariosvaldo Oliveira, Abaeté, Hélio Gomes Soares, Sirlia Lima, Rita Cruz, Gil Ribeiro e Nando Poeta, que está se especializando na história do cangaço. Já em nível nacional temos os irmãos Viana do Ceará, Moreira de Acopiara, Varneci Nascimento com quem aprendi a reforçar o zelo na produção das estrofes, Marco Haurélio e muitos outros que não dar para citar, pois sempre faltará alguém. No setor da pesquisa histórica o professor Aderaldo Luciano está mostrando um pensamento inovador sobre a origem do cordel, que é fundamentalmente brasileira. Na Europa se fez no máximo um embrião e a “criança”, falando figuradamente, floresceu entre a Serra do Teixeira e Recife, com Silvino Pirauá de Lima e Leandro Gomes de Barros, verdadeiros gênios que deram identidade ao cordel brasileiro, completamente diferente das poucas obras feitas em Portugal diferentes na estrutura dos nossos romances, algumas escritas pelo cego Baltazar Dias por exemplo. Então voltando ao assunto temos valorosos poetas exercendo a profissão de cordelistas e o professor Aderaldo Luciano enriqueceu a lacuna da pesquisa fundamentada, com fortes e convincentes argumentos. 

Qual foi sua última obra e tem alguma pra vir em 2015?

Em novembro de 2014 publiquei um romance de 32 páginas intitulado: Lindo amor que floresceu nas páginas do Facebook. Tive grande aceitação com a trama moderna ambientada em Serra de São Bento, na Escola Estadual Joaquim Torres. Esgotei a primeira edição praticamente, dela tenho poucos exemplares, vou reimprimir e continuar divulgando em todas as escolas que puder. Biografias tenho três para finalizar, uma sobre Valdetário Carneiro, outra sobre o ex-governador Dinarte Mariz e uma homenagem que amigos vão fazer a um vereador de Parnamirim, chamado Ricardo Gurgel. Antes do cordel sobre o amor no Facebook, também elaborei um perfil de Eduardo Campos. 

O que você pode dizer a um cordelista iniciante?

Se minha experiência puder auxiliar alguém, recomendo que leiam os clássicos, Leandro Gomes de Barros, José Camelo de Melo Rezende, Delarme Monteiro, Manoel D`Almeida Filho, Antônio Teodoro dos Santos, Severino Borges e muitos outros. Não abandonemos o folheto, publicar livros é legal, mas o folheto e o romance devem continuar. Tenham cuidado com as revisões, não para se adequar a aprovação de alguém, mas para oferecer um trabalho de qualidade. Procurem aprimorar a métrica, as rimas e a correção gramatical. Outro fator importante é o sentimento poético. O escritor Fernando Sabino disse que em certa oportunidade estava escrevendo um trabalho e ligou para um amigo, que relembrou determinado intelectual e repetiu o pensamento do mesmo para Fernando: “Não seja biscoiteiro, construa uma obra de arte”. Acho que essa deve ser uma preocupação constante, de todo aquele que acredita ser poeta. 


Blog uzlfatosefotos por Rosângela Cunha

Vias respiratórias exigem cuidados redobrados no verão

Hidratação constante e ambiente umidificado afastam os riscos de contrair doenças respiratórias nesta época do ano

Natal (RN), 29 de janeiro de 2015 – O nariz aquece, umidifica e filtra o ar. A poluição, o clima seco e as altas temperaturas, quando somadas, formam uma equação perfeita para o aumento do índice de infecções respiratórias e pneumonias. Os cuidados com a saúde no verão não se limitam ao uso de protetor solar e ingestão frequente de líquidos. 

Os portadores de doenças crônicas devem ter cuidado especial. As crises de asma, por exemplo, com a diminuição das infecções virais, são provocadas por outros fatores, como as variações de temperatura, odores fortes, pólen, fungos, ácaros, e até o pelo de animais. Sinusite, faringite, amidalite podem ser algumas das consequências das variações climáticas. “O tempo seco e a baixa umidade relativa do ar permitem que os poluentes permaneçam mais tempo em suspensão no ar, um fator aditivo que afeta o nosso sistema imunológico e contribui para causar desconforto respiratório na população em geral”, conta o otorrinolaringologista da Hapvida, João Paulo Lins Tenório. 

 Um herói que também pode ser um vilão é o descongestionante nasal. “Muitas vezes a causa do problema é o próprio remédio, pois o descongestionante é apenas uma solução temporária e provoca efeito rebote. Ou seja, o problema vai, mas volta em seguida. Existe até uma rinite específica que é chamada de rinite medicamentosa. Além disso, o seu uso em excesso provoca taquicardia e pressão alta.” alerta João Paulo. “Ao utilizar o remédio, pingue apenas de um lado, até que o outro se normalize; só então passe para a outra mucosa”.

O ar-condicionado, aliás, preocupa porque passa a ser utilizado continuamente devido ao aumento das temperaturas. Ele deixa as vias aéreas mais vulneráveis, pois resseca o muco protetor. Além disso, se o aparelho não for higienizado adequadamente, favorece a proliferação de ácaros, fungos, mofo e bactérias que se acumulam nos ductos do aparelho e se proliferam no ar. Eles podem invadir as vias aéreas criando lesões inflamatórias/infecciosas, como as pneumonias ou alergias.

 Quando o nariz está entupido, respiramos pela boca, que não possui as mesmas armas de filtro do ar que o nariz apresenta. Isso provocará um ressecamento da mucosa oral, podendo aumentar o mau hálito e expor o corpo a um quadro maior de infecções e inflamações, como amidalite e faringite. O especialista destaca também que a obstrução nasal pode levar a um aumento da pressão nos seios da face, ocasionando dores de cabeça e desconforto na região dos olhos, o que prejudica as funções cognitivas e gera estresse. 

Prevenção

Uma medida interessante de prevenção é lavar diariamente também o nariz com soro fisiológico, mesmo quando ele não está doente. “Esse costume não só ajuda a limpá-lo de impurezas e secreção como combate mal-estar e doenças de ouvido ou garganta, mantendo o bom funcionamento das vias nasais,” explica o otorrinolaringologista.

João Paulo conta que o nariz é a porta de entrada do ar carregado de partículas do meio ambiente. "O nariz ajuda a aquecer, umidificar esse ar e reter as partículas irritantes. É o grande filtro", diz. Rinite, bronquite e asma são respostas alérgicas a antígenos que entram em contato com a mucosa das vias aéreas tanto superiores (nariz) quanto inferiores (traqueia e brônquios), e permanecem em contato com elas durante um tempo.

 Para os que apresentam quadros alérgicos ou crises de asma no verão são importantes algumas medidas simples, como limpar a casa sem levantar poeira, ficar longe de odores e perfumes fortes e de animais podem evitar muita dor de cabeça - literalmente.

Dicas:

 - Manter as mucosas sempre hidratadas com ingestão de muito líquido. O aconselhável é três litros de água nos dias muito quentes. Muitos alimentos já têm uma boa quantidade de água e ajudam a hidratar;

- Limpar a casa com pano úmido tirando o acúmulo do pó das superfícies, como o criado-mudo ao lado da cama, por exemplo;

- Idosos e crianças exigem atenção dobrada, pois a mucosa deles resseca rapidamente. O metabolismo do idoso cai com a idade e as crianças gastam muita energia, o que contribui para a perda de umidade. Nem sempre eles pedem água ou dizem estar com sede. Oferecer líquidos com frequência é importante.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Sesed vai estimular ações mais humanizadas para prevenir o uso de drogas e a violência

A Secretária Estadual da Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite, e o Comandante Geral da Policia Militar, Coronel Ângelo Mario de Azevedo Dantas, participaram, na manhã nesta quarta-feira (28), da abertura da semana de nivelamento da Companhia Independente de Prevenção ao uso de Drogas (CIPRED), na sede da Unidade, em Lagoa Nova.  

Durante a capacitação, que reúne cerca de 220 policiais militares dos Programas Ronda Escolar e Educacional de Resistência às Drogas – PROERD, serão desenvolvidas disciplinas que possibilitem mais qualificação para atuar em ações de prevenção nas escolas, com atenção voltada à juventude e às famílias. O treinamento será realizado no período de 28 de janeiro à 6 de fevereiro, manhã e tarde, e contará em média com 120 horas/aula. O Secretário Estadual de Educação, Francisco das Chagas Fernandes, também esteve presente na solenidade. 

Durante o evento, Kalina Leite, visitou as instalações da Companhia, conheceu as atividades esportivas e culturais oferecidas pela CIPRED e anunciou que o caminho para diminuição das estatísticas de crimes no estado demanda do fortalecimento e ampliação de programas sociais que trabalhem a transversalidade das ações, integrando a Segurança Pública aos demais órgãos que atuam nas áreas esportivas, culturais, educativas, infraestrutura, entre outras. 

“Uma boa Segurança Pública não se faz apenas com o policiamento ostensivo, mas sim com atividades que aproximem os órgãos públicos da sociedade, por meio de um trabalho mais humanizado. A sociedade precisa da gente e nós temos que fazer valer essa confiança apresentando as respostas. A Secretaria está aberta a sugestões e buscará multiplicar as experiências exitosas desta área em nosso Estado e a CIPRED é um ótimo exemplo”, disse a Secretária.   

Essa foi a primeira vez que o Coronel Ângelo Dantas, Comandante da PMRN, esteve na CIPRED após assumir o Comando Geral da Policia Militar. Segundo ele, o PROERD e o Ronda Escolar são programas que merecem novos estímulos para continuar se desenvolvendo e obtendo os resultados esperados junto à sociedade. 

“Vamos nos empenhar para que as ações pedagógicas desenvolvidas pelo PROERD, por meio da CIPRED, nas áreas de prevenção ao uso indevido de entorpecentes e da prática da violência possam ampliar de 52 para os 167 municípios do estado, pois entendemos que as políticas de segurança pública obtêm excelentes resultados quando desenvolvem o espírito de solidariedade, de cidadania e de comunidade ainda na base escolar, com crianças e adolescentes”, disse o Coronel Ângelo.  


Foto: Divulgação

Vice-Governador recepciona Embaixador do Equador

O Vice-Governador Fábio Dantas recebeu o Embaixador do Equador no Brasil, Horácio Cevilla Boja, na manhã desta quarta-feira (28), na Governadoria. Essa é a primeira vez que um embaixador equatoriano visita oficialmente Rio Grande do Norte e também a primeira visita de um embaixador a nova gestão. O Embaixador estava acompanhado do Cônsul do Equador em Fortaleza, Sérgio Bayas. 

“Ficamos muito felizes orgulhosos com o interesse pelo Rio Grande do Norte e esperamos que esse seja o início de um contato permanente”, declarou o Vice-Governador. 

O Embaixador agradeceu a recepção e desejou sucesso ao novo Governo. O principal assunto do encontro foi o potencial do RN e do Equador, especialmente no quesito fontes energéticas. Com compromissos agendados também na FIERN e UFRN, Horácio Cevilla afirmou que a vinda ao estado é para “estreitar a relação e estudar possibilidades de parcerias futuras para favorecer ambos os povos”. 

O Vice-Governador presenteou o visitante com peças de artesanato produzido em de Timbaúba dos Batistas, na região do Seridó, e recebeu um chapéu Panamá que, apesar do nome popular, é produzido no Equador. 





Foto: Demis Roussos

Troféu Chiquinho Duarte será destaque no Baile de Máscaras

A 10ª edição do Baile de Máscaras, que acontece no próximo dia 06 de fevereiro, fará uma linda homenagem ao colunista, radialista e carnavalesco da década de 60, Chiquinho Duarte, com o “Troféu Chiquinho Duarte” idealizado e confeccionado pelo arquiteto e Artista Plástico, Carlos Careca. Serão três troféus divididos nas categorias animação, criatividade e beleza. O vencedor da máscara mais bonita, além do troféu, ganhará um quadro em Art Pop feito também por Carlos Careca. A colunista social Marilene Paiva está a mil por hora cuidando dos últimos detalhes do Baile, que terá a produção e organização de Master. A animação tem início às 22h, no Requinte Buffet, com os embalos da banda Radiola Club. Os acessos estão à venda nas lojas Marluce Modas, Ateliê & Maison Fátima Carlos, Carmen Steffens e A Feminina.

Prazo para adesão ao Simples acaba nesta semana

Faltam menos de cinco dias para o prazo final de adesão ao Simples Nacional para o ano-calendário 2015: a data limite é o último dia útil deste mês. Assim, as micro e pequenas empresas que faturam até R$ 3,6 milhões no RN precisam realizar a solicitação ao regime de apuração até a próxima sexta-feira, 30. O procedimento pode ser feito apenas pelo endereço http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional. 

A Lei do Simples foi alterada no ano passado através da Lei Complementar 147/2014 e as mudanças passam a vigorar a partir deste ano. “A principal modificação é que a inclusão passa a ser pelo faturamento e não mais pela atividade exercida, o que permitiu que mais de 140 atividades profissionais pudessem aderir ao Simples, como consultórios médicos, escritórios de advocacia, arquitetura, corretores, designers e jornalistas”, explicou o presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Norte (CRCRN), João Gregório Júnior.

Ele avalia que o Simples aumenta o potencial de criação e formalização de empresas e que as mudanças propiciam uma ampliação do setor de serviços ao Regime. Criado em 2006, o Simples Nacional, resumidamente, trata-se de um regime diferenciado e simplificado de tributação que reúne na mesma guia de recolhimento oito impostos: PIS, Cofins, INSS, Imposto de Renda, CSLL, IPI, ICMS e ISS. 

“Em alguns casos, entrar no simples pode gerar uma economia de até 40% no pagamento de tributos. Entretanto, é necessário um estudo para ver se vale a pena aderir, por isso a importância de um profissional contábil para fazer essa análise. Costumo dizer, apenas para exemplificar, que o fator preponderante é o número de funcionários: se ele for pequeno, a tendência é que a adesão não gere vantagem. Entretanto, é preciso observar também em qual anexo da Lei a atividade foi qualificada”, contou Gregório Júnior. 

A expectativa nacional, segundo o Sebrae, é que mais de 450 mil empresas das novas atividades aceitas no Supersimples optem por esse sistema a partir de 2015. O presidente do Conselho de Contabilidade explicou que caso a opção ao Simples não seja vantajosa, o empresário podem optar pelos regimes do Lucro Real ou do Lucro Presumido. 

Ele acrescentou também que “apesar das inúmeras alterações, considero que o Simples ainda não é a reforma tributária que a economia espera e precisa. Na minha visão, o Simples é um ajuste para facilitar a arrecadação. Uma reforma tributária seria diferente”. 

Sobre o tema, o CRCRN iniciou ontem, 21, um ciclo de palestras estadual sobre o Simples Nacional. Iniciada em Natal e realiza em parceria com a Receita Federal, a explanação ocorre nesta quinta-feira,22, em Currais Novos e na sexta-feira, 23, em Caicó. 

Nos dias 04 e 05 de fevereiro, respectivamente, Pau dos Ferros e Mossoró recebem a capacitação. As inscrições estão abertas no endereço www.crcrn.com.br e a participação é condicionada a doação de um quilo de alimento não-perecível, que será revertido a entidades beneficentes.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

TRT-RN: Bento Herculano é o novo presidente da 1ª Turma de Julgamentos

A abertura do ano judiciário na 1ª Turma de Julgamentos do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte ocorreu, na manhã desta terça-feira (27), com a escolha do novo presidente.

O desembargador Bento Herculano Duarte Neto foi eleito por aclamação e vai suceder o desembargador José Barbosa Filho no cargo pelos próximos dois anos.

“Estou bastante honrado com a tarefa e conto com a colaboração de todos que fazem parte da 1ª Turma de Julgamentos para desenvolver os trabalhos da melhor maneira possível”, disse Bento Herculano.

A 1ª Turma de Julgamentos do TRT-RN será formada pelos desembargadores José Barbosa Filho, Ricardo Espíndola Borges e Bento Herculano Duarte Neto, além do desembargador José Rêgo Júnior que foi convocado para atuar na 5ª Turma de Julgamentos do Tribunal Superior do Trabalho.

O desembargador Carlos Newton Pinto desejou sucesso ao novo presidente e despediu-se da 1ª Turma de Julgamentos, pois agora é membro da 2ª Turma de Julgamentos do TRT-RN.




Robinson Faria vai conhecer modelo de cobrança da Dívida Ativa de MG

Nesta terça-feira (27), o Governador Robinson Faria embarcou para Belo Horizonte, em Minas Gerais. Os compromissos na capital mineira incluem uma reunião com o Governador Fernando Pimentel, e um encontro com o Procurador Geral de Justiça Adjunto do Ministério Público de Minas Gerais, Waldemar Antônio de Arimatéia. O Procurador Geral de Justiça, Rinaldo Reis, também participa da agenda. 

O objetivo da viagem é conhecer de perto o trabalho do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), criado em Minas Gerais para incrementar a cobrança da dívida ativa. Segundo o Procurador Geral do RN, Francisco Wilkie, no encontro serão levantadas “informações sobre a organização e o trabalho do Comitê, conhecer os resultados alcançados, e entender o funcionamento deste modelo que poderá ser implantado no Rio Grande do Norte, com as devidas adequações, para atender as necessidades locais, pois é uma experiência bem sucedida e eficiente de cobrança da dívida ativa”. 

No modelo mineiro, o órgão é formado pela Procuradoria Geral de Justiça, Secretaria de Defesa Social, Secretaria da Fazenda, Advocacia Geral do Estado, Conselho de Atividades Financeiras (COAF) e Procuradoria da República em Minas Gerais e, desde 2007, articula medidas técnicas, legais e administrativas para recuperação de ativos, especialmente em casos de ilícitos fiscais.

A comitiva do Governador Robinson Faria contará também com o Secretário Estadual de Tributação, André Horta, a Procuradora-Chefe da Procuradoria Fiscal e da Dívida Ativa, Ana Karenina, e do Promotor de Justiça, João Vicente Silva.

Atualmente a divida ativa do Rio Grande do Norte é de R$ 5,5 bilhões. Desse montante mais de R$ 4 bilhões são relativos a grandes devedores. A cobrança eficiente significa uma maior arrecadação e consequentemente maior investimento na melhoria de serviços como educação, saúde, e também no pagamento de servidores e fornecedores. 

Recentemente o Governo do Estado enviou um Projeto de Lei Complementar para a cobrança do montante de R$ 1 bilhão aos pequenos devedores em parceria com uma instituição pública bancária. “O Governador Robinson Faria quer de fato trabalhar essa questão de forma moderna e tem nos dado todo apoio, inclusive na reestruturação da Procuradoria com melhorias na estrutura física e de pessoal que começaram a ser feitas para garantir mais eficiência no trabalho”, disse o Procurador Geral do Estado.

O Blog vibra com muita alegria aniversário de Carlos Alberto Sales

Ao lado da esposa Maria José de Oliveira Sales, Carlos Alberto Sales 
comemora idade nova. O Blog parabeniza!

De idade nova Angelia Miraci

Do Salon Angel na Várzea Grande-Lucrécia, a querida Miraci 
celebrando nova idade. Parabéns!!

MPF recomenda à Caixa simplificar pagamento de precatórios e RPVs

Valores demoravam a ser pagos por falta de comprovante de residência em nome dos beneficiários

O Ministério Público Federal no Rio Grande (MPF) emitiu uma recomendação à Superintendência da Caixa Econômica Federal no RN para que o banco, ao efetuar pagamento de precatórios ou requisições de pequeno valor (RPVs), depositados pelos tribunais, permita aos beneficiários emitir uma declaração particular de endereço residencial, quando não possuírem outro comprovante de residência. Alguns cidadãos estavam encontrando uma série de dificuldades para efetuar o saque, em decorrência da falta desse comprovante.

Denúncias feitas ao Ministério Público Federal apontavam que os beneficiários estavam sendo obrigados a apresentar comprovante de residência recebido pelos Correios, tais como conta de água, luz, telefone, caso contrário não teriam acesso ao pagamento. A recomendação assinada pela procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Caroline Maciel, destaca que a aceitação da declaração particular de endereço residencial está prevista na Lei 7115/83.

Essa lei institui que “a declaração destinada a fazer prova de vida, residência, pobreza, dependência econômica, homonímia ou bons antecedentes, quando firmada pelo próprio interesse ou por procurador bastante, e sob as penas da Lei, presume-se verdadeira”. Ao mesmo tempo, não existe legislação que considere as contas de energia, água, telefone, dentre outras recebidas pelos Correios, como imprescindíveis à comprovação de endereço.

A recomendação reforça ainda que a liberação do pagamento da RPV está condicionada, essencialmente, à apresentação de documentos de identificação civil. E, apesar de o grande número de fraudes por ocasião da solicitação desses pagamentos justificar a exigência de comprovação de endereço do beneficiário, tal exigência deve abranger todos documentos previstos em lei, de forma a não impedir o recebimento do benefício.

A procuradora Caroline Maciel aponta ainda que a realidade dos beneficiários de RPVs é, muitas vezes, de carência econômica. Alguns, portanto, não possuem contas de serviços em nome próprio, mas nem por isso devem ser impedidos de receber os recursos a que têm direito.

Encontrar, reencontrar é sempre muito bom...

No Melé Bar do casal querido umarizalense Zé Nilson e Gina, com Adna Martins, Neuma Menezes, Gilda Cardoso, Cleide Lucena Bezerra, Lucila Dias, Carlito Costa do Nascimento, Regina Cardoso...

 Adna Martns e euzinho elétrico

 Júnior Florêncio, Cleide, Carlito, Cristina Florêncio e Neuma Menezes


 Com a queridísisma anfitriã Gina Cardoso

Alegria, diversão bom bate-papo

Corpo de Bombeiros tem novo comandante e receberá novos investimentos

O governador Robinson Faria afirmou na manhã desta terça-feira, 27, que o Corpo de Bombeiros Militar do RN vai receber investimentos para contratar 400 novos integrantes e adquirir equipamentos modernos. “O objetivo da nossa administração e dar mais segurança à população. E o Corpo de Bombeiros faz parte do sistema de segurança pública”, disse o governador ao participar da solenidade de transmissão do cargo de comandante geral da corporação.

O coronel Otto Ricardo Saraiva de Souza assumiu o comando em substituição ao coronel Elizeu Lisboa Dantas. Na solenidade, Robinson Faria registrou que hoje o Corpo de Bombeiros Militar tem um efetivo de 640 homens e mulheres, mas precisa de mais 400. Além de pessoal, destacou o governador, a corporação precisa de novos e modernos equipamentos para atender as demandas da população. 

Ele lembrou que além de Natal e Mossoró, o Corpo de Bombeiros só está presente nas cidades de Assu, Caicó e Pau dos Ferros. Esta presença, entretanto, é deficitária, vez que são apenas subgrupamento e sessões. “O governo fará de tudo para suprir as deficiências e socorrer a população”, afirmou. 

Ao se referir ao comandante que está saindo e ao que está assumindo suas funções, o governador declarou que o coronel Elizeu Lisboa “cumpriu sua missão com dignidade e merece o reconhecimento de toda a sociedade. O coronel Otto é um militar qualificado e dará continuidade ao trabalho que vem sendo executado”. O governador ainda registrou que o Corpo de Bombeiros goza de credibilidade junto à população e que é uma das instituições mais respeitadas. 

CURRICULO DO NOVO COMANDANTE

Antes de ser nomeado para o cargo de Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do RN, o coronel Otto Ricardo exerceu o subcomando da corporação desde 28 de agosto de 2010, data em que foi promovido ao posto de coronel.

Nascido em 15 de junho de 1968, na cidade de Recife, incorporou as fileiras da corporação em 23 de fevereiro de 1988, quando ingressou na Academia de Oficiais do Estado de Minas Gerais. Foi declarado aspirante a oficial em 7 de dezembro de 1990.

Como oficial exerceu as funções de Comandante da Seção Contra-Incêndio do Aeroporto Internacional Augusto Severo, Chefe de Gabinete do Comando Geral, Assessor Militar do Tribunal de Justiça e Secretário Executivo do Fundo Estadual de Segurança Pública (FUNSEP/SESED), entre outras.

Em 2013 integrou uma Comissão Nacional criada pela SENASP/MJ que elaborou a Política Nacional de Bombeiros Militares.

Aperfeiçoamento da formação militar:

PERICIA DE INCÊNDIO NO DISTRITO FEDERAL EM 1990

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS NO RN EM 1995

CURSO SUPERIOR DE BOMBEIROS NO CEARÁ EM 2005

CUSSO DE ESPECIALIZAÇÃO DE OFICIAIS – POLICIA JUDICIÁRIA MILITAR NA CORREGEDORIA DA POLICIA MILITAR DE SÃO PAULO EM 2011.

Tem formação como Bacharel em Direito e é Pós-Graduado em Políticas Públicas.


 

Foto: Demis Roussos

Gutemberg Dias aprovado no curso de Direito da Ufersa‏

Gutemberg Dias. Crédito da foto: Guilherme Ricarte
O empresário, Gutemberg Dias, é o mais novo acadêmico do curso de Direito da Ufersa. Atingindo uma excelente pontuação no Enem, Gutemberg decidiu participar do processo de seleção do Sisu, no qual foi aprovado já na primeira chamada. Mestre em Ciências Naturais, graduado em Geografia e técnico em Geologia, o empresário soma mais essa conquista (de poder cursar Direito) na sua carreira profissional.

Governador prestigia abertura oficial da 20ª Fiart

O fomento à cadeia produtiva, uma premissa do atual Governo do Estado, passa também pelo desenvolvimento do artesanato potiguar. Durante a abertura oficial da 20ª Feira Internacional de Artesanato (Fiart), que ocorreu na noite desta segunda-feira, 26, no Centro de Convenções, o governador Robinson Faria falou das pretensões de construir no seu Governo a Escola do Artesão e também anunciou que vai apoiar o Congresso Nacional do Artesanato, que ocorrerá em Natal, em outubro desse ano. "Mesmo num curto espaço de tempo, demos todo o apoio que o Governo poderia dar à Fiart, que já faz parte do calendário de eventos da cidade. E vamos ser o Governo que vai fomentar ainda mais a atividade do artesanato no Rio Grande do Norte", disse ele em seu discurso durante a abertura.

Robinson Faria passeou por todas as áreas da Fiart, que conta atualmente com 7 mil metros quadrados, no pavilhão central do Centro de Convenções e abriga 382 estandes, divididos entre o artesanato local, regional, nacional e internacional. Ele lembrou que já havia visitado muitas outras vezes o evento que já conta com 20 anos de realização e que sempre admirou o idealismo do empresário Neivaldo Guedes pela criação da Fiart. E que, agora, como governador, quer incentivar ainda mais a cadeia produtiva do artesanato. Em sua companhia, a primeira dama do Estado e também titular da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), Julianne Faria, que teve um importante papel no apoio aos artesãos participantes da Feira, na ocasião em que provocou uma audiência em Brasília, junto à Secretaria Nacional de Micro e Pequena Empresa e articulou a participação na Fiart do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), do Governo Federal. A coordenadora do PAB, Ana Beatriz Ellery, disse em seu discurso que a partir de 2015, há a pretensão de sempre apoiar a Fiart nos próximos anos e que a Secretaria Nacional de Micro e Pequenas Empresas pretende fazer parcerias com os governos estaduais para levar o artesanato brasileiro para as feiras internacionais.

Acompanharam também o governador do Estado na Fiart, a senadora diplomada Fátima Bezerra, o deputado estadual Fernando Mineiro, o presidente da Fundação José Augusto, Rodrigo Bico, o secretário de Tributação, André Horta e prefeitos de diversas cidades, dentre outras autoridades.

A abertura oficial da Fiart homenageou o recém falecido Manoel do Coco, com entrega de uma placa à viúva do repentista, Elizabeth Freitas, improvisação do repentista e parceiro de Manoel do Coco, Moacir do Repente e também contou com apresentação de esquete teatral do Grupo de Teatro Absolutas e Proerd e do poeta Paulo Varela. O governador visitou inúmeros estandes, onde parou para conversar com os populares e foi muito requisitado para tirar fotos. Além do estande da Sethas, a Fiart voltou a ter um estande da Secretaria Estadual de Turismo, onde é feita divulgação tanto para o turista que visita Natal nesse período, quanto para as pessoas que moram na capital mas não conhecem ainda as belezas do seu Estado.

"A cidade já abraçou a Fiart em janeiro. É um evento consolidado há muito tempo. Tem gente que chega e me diz que estava viajando, mas retorna só para não deixar de nos visitar. O Governo nos deu todo o apoio possível e sabemos que essa parceria não vai parar", comemorou o realizador Neivaldo Guedes. A 20ª Edição da Fiart começou no dia 23 e vai até 1º de fevereiro.